RESITEJO

/RESITEJO
RESITEJO2018-05-03T16:35:55+00:00

RESITEJO

A RESITEJO, Associação de Gestão e Tratamento dos Lixos do Médio Tejo, foi constituída em 1996 com uma área de intervenção de 10 concelhos: Alcanena, Chamusca, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Golegã, Santarém, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.

Este SGRU (Sistema de Gestão de Resíduos Urbanos), com uma área de influência de 2.466km2, processa anualmente mais de 80 mil toneladas de resíduos produzidos pelos seus 209.587 habitantes (Censos, 2011).

HISTÓRIA

Em 1999, a RESITEJO inaugurou as primeiras infraestruturas: um aterro sanitário, sete unidades de transferência e sete ecocentros, permitindo selar as 16 lixeiras municipais existentes na região.

Em 2000, foram distribuídos pelos dez municípios os primeiros contentores para a recolha seletiva das embalagens de papel/cartão, embalagens de vidro e pilhas. Com a entrada em funcionamento da Estação de Triagem (dezembro de 2004), foram distribuídos os primeiros contentores para a separação das embalagens de plástico e metal e completando assim o ecoponto (conjunto de três contentores para recolha seletiva de embalagens de papel/cartão, vidro, plástico e metal).

Em 2013, foi inaugurada a unidade de tratamento mecânico e biológico, e assim todos os resíduos que até à data eram depositados em aterro, passaram a ser processados nesta unidade. Assim 90% dos resíduos produzidos passaram a ser encaminhados para valorização.

RESITEJO

Em mais de 20 anos, a RESITEJO inverteu o paradigma da gestão de resíduos da região, em defesa do ambiente, da saúde e do bem-estar das atuais gerações e, sobretudo, das vindouras!

RESITEJO

0
MUNICÍPIOS
0
CENTROS DE TRANSFERÊNCIA
0
TON DE RESÍDUOS RECOLHIDAS
0
ECOPONTOS COMPLETOS